Calculadora de gravidez: Entenda o que é e como funciona!

calculadora de gravidez

A calculadora de gravidez é um método utilizado para determinar o tempo de gestação. Este método é muito útil para auxiliar no pré-natal e também para estabelecer uma data provável para o parto. Por isso, é fundamental que as gestantes saibam exatamente como a calculadora funciona e todos os detalhes desse método.

Sendo assim, veja a seguir um guia completo sobre o que é uma calculadora de gravidez e como ela funciona em detalhes. 

Mudança no corpo durante a gravidez

Estresse na Gravidez

O que é uma calculadora de gravidez?

Como já mencionado, a calculadora de gravidez é um método que também pode ser visto como uma ferramenta. Ela possibilita as semanas ou meses de uma gestação, assim como permite definir uma data provável para o parto. 

Em resumo, ela é utilizada ao longo de todo o pré-natal, pois a calculadora auxilia na programação dos exames gestacionais, bem como das consultas da gestante. Hoje em dia essa calculadora ganhou um formato mais simples, podendo ser usada até mesmo na internet. Mas trata-se de um método desenvolvido há muito tempo por médicos em consultório. 

Alguns médicos ainda fazem dessa forma, afinal, o cálculo é bem simples: conta-se as semanas a partir do 1º dia da última menstruação. Com base nessa data, é calculado cada uma das semanas até chegar em 40 semanas, ou melhor, por volta de 9 meses de gestação.

Grávidas, puérperas e lactantes: Como se prevenir do coronavírus?

Puerpério: o que é e quais as alterações físicas após o parto

Como funciona a calculadora de gravidez?

Parece bem complicado, mas na verdade o cálculo é simples e fácil de fazer. A calculadora gestacional considera uma média de 280 dias para uma gestação, o que é aproximadamente 40 semanas. Esse período é menor que 9 meses, pois o período de gestação nem sempre é preciso e cada organismo responde de uma forma diferente. 

Considerando essa média, a calculadora estima quando o bebê irá nascer. Há inúmeros relatos de pessoas que conseguiram identificar com precisão o dia exato do nascimento do bebê. Contudo, o método não é 100% preciso e, por isso, informa apenas a data provável para o parto. 

Também é importante mencionar que o cálculo tem como base o 1º dia da última menstruação porque é muito difícil prever quando ocorreu a fecundação. O primeiro dia da menstruação marca o início do ciclo menstrual, e há uma estimativa de que a ovulação ocorre entre o 10 a 14 dias após o início do ciclo. 

Com base nesses dados, a calculadora de gravidez estima quando ocorreu a fecundação e apresenta todos os resultados que já mencionei anteriormente. 

calculadora de gravidez

Como usar a calculadora de gravidez?

Para usar a calculadora de gravidez é preciso saber o início do seu último ciclo menstrual. Essa data deve ser usada no cálculo do período gestacional. Você pode fazer o cálculo utilizando ferramentas gratuitas na internet ou acompanhar o cálculo em seu pré-natal. 

Conheça os sintomas da pressão alta na gravidez

Em todo caso, a contagem das semanas e meses segue da mesma forma. Por isso, não precisa se preocupar caso pareça confuso que você já está com 1 mês ou mais de gestação. Afinal, o período marcado pelo início do ciclo já faz parte do cálculo das suas semanas de gravidez. 

Contudo, caso você não se lembre quando foi o início do seu ciclo o cálculo ficará um pouco mais difícil. Nesse caso, você deverá utilizar uma data aproximada na calculadora de gravidez para obter um resultado próximo ao real. 

De qualquer forma, os dados apontados pela ferramenta são úteis para ter como estimativa. Há uma série de outros exames que confirmam o período gestacional e estimam a data provável do parto. 

Calculadora de gravidez online

O mais indicado para quem não tem conhecimento sobre o assunto é usar a calculadora de gravidez online. Essa ferramenta muito útil permite fazer o cálculo facilmente. Na internet você encontra diversos sites que oferecem essa ferramenta gratuitamente, como a calculadora de gravidez Babycenter, calculadora de gravidez Tua Saúde, entre outras. 

Calculadora de gravidez: semanas em meses e trimestres

Uma dúvida muito comum entre as grávidas é: por que a gravidez é contada em semanas, invés de meses? Essa pergunta é respondida por uma lógica simples: tem meses que há 30 dias, enquanto outros possuem 31. Além dos casos de fevereiro onde pode haver 28 ou 29 dias. Sendo assim, o cálculo pode ter mais erros se considerarmos apenas os meses. 

Além disso, é utilizado o início do ciclo menstrual para o cálculo, logo, contar a partir de semanas é muito mais fácil para identificar o período gestacional. 

Semanas de gravidez em meses e trimestres

Sabendo da importância de contar o período gestacional a partir de semanas, veja a seguir como é a relação das semanas de gestação com os meses.

  • 1 a 4 semanas = 1 mês de gestação 
  • 5 a 8 semanas = 2 meses de gestação
  • 9 a 12 semanas = 3 meses de gestação
  • 13 a 16 semanas = 4 meses de gestação 
  • 17 a 21 semanas = 5 meses de gestação
  • 22 a 26 semanas = 6 meses de gestação 
  • 27 a 30 semanas = 7 meses de gestação 
  • 31 a 35 semanas = 8 meses de gestação
  • 36 a 40 semanas = 9 meses de gestação 

Já a relação de semanas de acordo com cada trimestre ocorre da seguinte forma:

  • 1º trimestre = 1 a 12 semanas de gestação
  • 2º trimestre = 13 a 26 semanas de gestação
  • 3º trimestre = 27 a 40 semanas de gestação

Os benefícios da terapia holística na gestação

O que acontece se o período gestacional for diferente no Ultrassom?

Embora a calculadora de gravidez seja muito útil ela não é 100% precisa, como já foi dito. Afinal, ela tem como base a data apontada para o início do ciclo. Mas é importante que você saiba que ciclos irregulares e ovulação tardia podem comprometer esse cálculo, além de uma série de outros fatores.

Por isso, resultados complementares são tão importantes como é o caso do Ultrassom. No início da gestação, ele aponta sua estimativa sobre o período gestacional e ao longo da gestação, esse exame tem como finalidade acompanhar o desenvolvimento do bebê. 

calculadora de gravidez

Portanto, quando há divergência entre a data apontada pela calculadora de gravidez e o Ultrassom, o que vale é o exame de ultrassonografia. Afinal, ele consegue identificar com mais exatidão o período gestacional, pois permite acompanhar de perto cada etapa do desenvolvimento do bebê.

Posts Relacionados
Comente nossa postagem!

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais