Na gestação, a mulher enfrenta uma série de transformações físicas e emocionais, mas não apenas. Sua rotina também requer reformulações, justamente por conta do bebê em desenvolvimento. Determinados alimentos, exercícios, procedimentos estéticos e até mesmo medicamentos aparentemente triviais e rotineiros têm de ser deixados de lado durante os nove meses.

Sejam as mudanças no corpo, sejam as psicológicas, é fato que, a mulher precisa de cuidados especiais para ter uma gravidez tranquila, garantindo seu bem-estar e o do bebê. E é então que as terapias orientais entram em cena como ótimas aliadas. terapia holística

O que é Terapia Holística?

O princípio deste tipo de terapia é tratar o ser humano como um todo, uma prática médica em que se busca o equilíbrio corpóreo, psíquico e social por meio de estímulos naturais. Ao despertar da consciência sobre seu corpo, você favorece a saúde e seu papel em seu meio, garantindo uma melhor qualidade de vida e muita prosperidade.

A Seishin Terapias Orientais elencou alguns procedimentos que são liberados e indicados para as gestantes, ressaltando a necessidade de um aval médico para sua realização – considerando o quadro clínico de cada grávida – e a importância de recorrer a um profissional qualificado para a aplicação das terapias. Confira:

1. Acupuntura

Consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo para tratar doenças e reequilibrar o organismo nos aspectos físicos, energéticos e emocionais.

Benefícios na gestação: 

Alívio de sintomas de enjoos, salivação excessiva, edema, ansiedade, medo do parto, dores e tensão muscular, regulação do sono, diminui os riscos de ameaça de aborto e peso abaixo do ideal do feto, melhora o funcionamento do intestino e a circulação útero-placenta sem afetar o feto e harmoniza a relação mãe-feto.

Durante a gravidez, a acupuntura também pode ser utilizada como aliada à indução do parto – após a 38ª semana. Anteriormente, os pontos que estimulam o útero têm de ser evitados, uma vez que até a 22ª semana podem provocar aborto espontâneo e da 23ª a 37ª podem ocasionar no parto prematuro.

O método pode ser usado ainda para auxiliar na mudança de posição de bebês sentados ou na transversal – especialmente se aliado à moxabustão, que consiste em um bastão de artemísia utilizado para estimular os pontos de acupuntura por meio do calor. Este procedimento é indicado após a 30ª semana.

Caso a puérpera tenha problemas em amamentar, a acupuntura entra em cena para aliviar questões emocionais que possam, eventualmente, prejudicar o processo, bem como estimular a produção de leite, regular a lactação e até tratar mastites.

 terapia holística

2. Auriculoterapia

Estimulação com agulhas, sementes de mostarda, objetos metálicos ou magnéticos em pontos específicos da orelha para aliviar dores ou tratar problemas físicos ou psicológicos.

Benefícios na gestação: 

Similar aos promovidos pela acupuntura, os principais benefícios são o alívio de desconfortos gestacionais (como enjoos e dores musculares), diminuição da ansiedade, depressão e estresse, melhora na circulação sanguínea e inchaços nas pernas, regularização do sono e diminuição dos riscos de aborto.

3. Reflexologia 

Técnica suave, precisa e eficaz de massagem terapêutica que utiliza a pressão nas zonas reflexas das mãos e-ou dos pés, equilibrando o organismo naturalmente.

Benefícios na gestação: 

Reduz os sintomas de ansiedade, cansaço, estresse e insônia, melhora os problemas de digestão (bem como acidez, azia, enjoos, prisão de ventre e vômitos), combate ao inchaço nos pés, dores nas costas e musculares e câimbras, além de diminuir problemas de pressão sanguínea e transtornos urinários.

A terapia reflexológica também ajuda no preparo para o parto, uma vez que permite o natural estímulo dos hormônios que participam nele (como a ocitocina, a adrenalina e as endorfinas) e permite que as contrações se desenvolvam da melhor maneira possível, evitando que a mãe tenha que receber doses extras de ocitocina artificial.

 terapia holística

Confira também:

Puerpério: o que é e quais as alterações físicas após o parto

Primeiros sintomas da gravidez

4. Reiki 

Estimula o equilíbrio das funções imunológicas e hormonais, uma técnica que possibilita mais qualidade de vida, saúde e bem-estar psicológico e espiritual, dentro de uma proposta holística e não esotérica.

Benefícios na gestação: 

Para a mulher, alivia as dores de costas, diminui a ansiedade, o cansaço, estresse e transtornos provocados pelo processo fisiológico da gravidez, devolve a harmonia e o equilíbrio do corpo perante as mudanças hormonais, reduz a sensação de pés e pernas cansados, prepara física e mentalmente a mãe para o parto e para o nascimento e favorece a ligação entre o corpo, a mente e o espírito da mamãe e do bebê.

Para o bebê, aumenta a tranquilidade e o equilíbrio emocional, diminui as complicações durante a gravidez (parto e pós-parto), proporciona calma, felicidade e paz através do que experimenta a mãe e favorece a ligação entre mãe e filho.

terapia holística

5. Shiatsu

Terapia corporal que utiliza pressões com os dedos ao longo do corpo para combater o estresse físico e melhorar a postura corporal, reestabelecendo o equilíbrio do corpo e da mente.

Benefícios na gestação: 

Alivia dores em geral, devolve a vitalidade ao corpo, libera os movimentos, favorece o sono, diminui a tensão muscular, reduz o inchaço das pernas, melhora a fluidez da circulação sanguínea, do líquido linfático e da digestão (evitando a acidez e os enjoos), evita a prisão de ventre e regula o sistema hormonal.terapia holística

Espero que tenham gostado!
Abraços, Mayara Figueredo!

1 Comentários

  1. Leandro Figueredo Resposta

    Ótimo post!!!
    São maneiras eficientes para administrar a tensão e o stress.

Deixe seu comentário

Pin It
Translate »
error: Content is protected !!