12 Dicas para organizar sua vida financeira em tempos de crise

Muitas pessoas acabam postergando de fazer a organização da sua vida financeira, e terminam fazendo isso como se deparam com uma grande crise econômica. Realmente faz muito sentido tomar uma atitude como essa em momentos ruins como essa situação da crise financeira. Estar vivenciando verdadeiros sufocos podem funcionar como um choque de realidade para muitos, e assim provocar uma reavaliação de dezenas de decisões, principalmente ao que diz respeito a questões financeiras. 

Incorporar coisas como planejamento, disciplina e objetivos pode fazer com que toda a sua família faça o direcionamento dos custos e da renda familiar em uma só direção, fazendo com que não se tenho o acúmulo das contas e, por consequência, gerando maior bem-estar financeiro. Portanto, saber fazer a organização da sua vida financeira pode te ajudar muito e não fazer você parar nas estatísticas das pessoas que estão inadimplentes em nosso país, além de auxiliar que você tenha um futuro financeiro mais seguro.  

Pensando nisso, separamos 12 dicas para organizar sua vida financeira em tempos de crise. Essas são boas práticas que você pode adotar para colocar as contas em dia e começar a ter um maior controle financeiro. 

Síndrome de Burnout: o que é, quais sintomas e como tratar

Empreendedorismo feminino: 5 ideias para trabalhar em casa

 vida financeira

1. Começa hoje mesmo

Em vez de pensar que controle financeiro é um sonho, e que dificilmente você conseguirá executá-lo procure começar a trabalhar nele hoje mesmo. 

Sendo assim, comece avaliando as contas, identificando onde os gastos estão mais elevados do que o comum e estabeleça um teto de gastos para a sua família. Contudo, para ajudar nesse processo, faça uma separação por classe de gastos, como escola, supermercado, combustível, lazer e etc. Depois de ter uma noção mais clara e objetivo do que se gasta, vai ser possível começar a fazer a organização financeira que você tanto deseja. 

2. Realiza um planejamento financeiro 

Feito isto, o próximo passa será ter um planejamento financeiro de fato. O que isso significa? Quer dizer que você deve anotar todos os gastos que efetua e monitorá-los constantemente, tendo em visto o teto de despesas que você já havia estabelecido. Se quiser pode usar um aplicativo para auxiliar na disciplina financeira ou aplicar suas anotações em uma planilhas. 

3. Avaliação das dívidas

Infelizmente não é possível fazer uma organização da sua vida financeira sem antes tomar nota e identificar as dívidas pré-existentes que são de sua responsabilidade. Verifique quais são as contas que acabaram ficando em atraso, bem como ver questões como multas, taxas e juros atribuídos a cada uma delas. Assim você tem como saber onde deve concentrar-se e direcionar esforços. 

4. Criação de reserva de emergência 

A ocorrência de imprevistos é algo o que não conseguimos controlar. Um bom exemplo foi a pandemia causa pelo Covid-19 que está colocando a prova o planejamento financeiro de muita gente. O ponto principal é sempre dar o primeiro passo para começar a fazer uma reserva de emergência, para que em situações como essa você possa ser menos atingido pelas efeitos da crise e escassez de dinheiro para pagar suas contas. Sendo assim, ao elaborar seu planejamento financeiro busque deixar estabelecer uma quantia mensal para criação da reserva de emergência.

5. Definição de objetivos

Após ter dado os primeiros passos ruma a organização da sua vida financeira, é importante verificar o que você quer alcançar. Sem a definição de objetivos vai ser difícil manter a educação financeira aplicada no seu cotidiano. Aí fazer a elaboração dos objetivos procure estabelecer metas de curto, médio e longo prazo, bem como meios de mensuração para saber se estão no caminho certo para virarem realidade.

6. Evitar acumular ou assumir novas contas 

Muitas pessoas acabam contraindo novas dívidas por meio de empréstimos na esperando sanar alguns problemas já existentes. Contudo, isso acaba provocando o acúmulo de maia uma dívida, justamente por não se ter um planejamento bem trabalhado e explorado. Em meio a todo esse momento conturbado procure não fazer gastos desnecessários.

Brechó online: alternativas para comprar roupas economizando

7. Planejar as idas ao supermercado 

Tente fazer uma listagem de tudo o que precisa ser comprado antes de sair de casa para fazer suas compras no supermercado. E tenha consigo que só vai pôr no carrinho aquilo que está na sua listinha de compras. Isso vai fazer com meus ocorra menos compras por impulso. Você pode também fazer uma comparativo de preços entre alguns supermercados antes de sair às compras.

8.Converse com sua família 

Veja se é possível fazer uma reunião com todo os membros da casa para fazer uma explicação da situação: quais são os problemas enfrentados, as metas e os desafios que estão por vir. Deve existir uma engajamento de todos para que juntos possam fazer um esforço coletivo e sair desse momento ruim. 

9. Procure vender o que não é mais tão necessário 

Essa pode ser uma opção de criação de renda extra em um momento de crise. Faça uma checagem de todos os bens que você tem em casa e quais deles são mesmo importantes e necessários. Atitudes como essas podem mostrar oportunidades para conseguir um dinheiro que não estava sendo esperado. 

10. Trabalhe a disciplina 

É importante que se trabalhe aspectos como emocional e psicológico. Sendo assim, questione: qual a relação da sua família com a questão da renda mensal e os custos? Caso você identifique um descontrole acentuado nas despesas, procure trabalhar o monitoramento dos motivos que provocam a ocorrência desse descontrole.  

11. Faça investimentos 

Com o estabelecimento dos objetivos fica mais fácil fazer o controle financeiro e estabelecer uma quantia para ser poupada gradativamente a fim de realizar novos investimentos. O trabalho de conseguir fazer uma reeducação financeira e novos hábitos proporcionaram fazer investimentos após ter quitado todas as suas contas no final do mês. 

12. Efeito manada 

Evite ir na onda das pessoas que dizem “as coisas não estão ruins” quando tudo em torno diz que estão. Em tempos de fake news procure se informar por você mesmo, para não tomar decisões errôneas em determinados assuntos que podem afetar e muito o seu orçamento financeiro. Garanta a segurança das suas contas e do seus investimentos. 

Posts Relacionados

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais