Dicas para educar os filhos – 4 conselhos valiosos!

As nossas dicas para educar os filhos são simples, mas eficazes e podem criar uma criança muito educada e confiante em longo prazo. É de suma importância que determinadas situações sejam apresentadas aos seus filhos na fase de crescimento, para que consigam andar por conta própria na vida adulta.

Crianças que não possuem testes de responsabilidade, que não recebem confiança de seus pais e nem aprendem a desenvolver a autoconfiança acabam se tornando adultos irresponsáveis, que agem por impulso ou que não possuem independência total de suas vidas, vivendo sempre as sombras de seus pais.

Por isso, neste conteúdo, com a ajuda dos especialistas do assunto do Portal Pedagogia ao Pé da Letra, separamos algumas dicas que consideramos importantes para o crescimento e desenvolvimento de seus filhos.

São dicas para educar seu filho, relativamente simples, mas que quando colocadas em prática podem realmente formar um caráter e personalidade de qualidade. Leia conosco, vamos lá!

4 dicas para educar os filhos

Leia também: Massinha de modelar e educação infantil – Entenda mais sobre isso!

Educar os Filhos
Educar os Filhos

1. Mantenha-o responsável

Uma criança independente será um adulto feliz. E há muitas atividades que podem ajudar seu filho a ganhar autonomia: comer sozinho, varrer o pátio, cuidar da horta, tirar o lixo, arrumar a cama antes de ir para a escola ou preparar a mochila sem ajuda, são algumas ocasiões em que as crianças se colocam a prova, consigo mesmo e na presença dos pais.

E se a responsabilidade se traduz em levar o cãozinho para passear em casa, seu filho também aprenderá a ser empático e altruísta: habilidades que são aprendidas no campo e no contato direto com quem realmente “precisa de você”.

A única ressalva: as responsabilidades devem ser proporcionais à idade. Deixe-se guiar pelo bom senso e terá a certeza de fazer a escolha certa para todos.

2. Deixe-o ficar entediado

Preencher os dias do seu filho e não deixá-lo em espaços solitários, limita o desenvolvimento de suas habilidades criativas, não aprende a brincar sozinho e recria seu mundo com novas regras e novos personagens.

A vida nem sempre pode ser apenas ação. Como você sente, física e mentalmente, a necessidade de desligar e relaxar ouvindo uma boa música ou assistindo a um filme ou até mesmo tomando um copo de vinho enquanto admira a natureza que o cerca, então, seu filho necessita dos “momentos de tédio” para passar deitado na cama ou no sofá olhando para os dedos dos pés.

Poder sobreviver uma tarde inteira em casa sem propostas tecnológicas ou dos pais, leva as crianças a serem autossuficientes, a encontrarem uma forma de preencher o seu tempo e a se sentirem orgulhosas e satisfeitas com as escolhas feitas sem a interferência de ninguém: “sozinhas”.

  • Você pode encontrar bons livros sobre como criar seus filhos na Loja Kerendo.

3. Passe o seu melhor tempo com ele

A terceira entre as dicas para educar seu filho é passar um tempo de qualidade com ele. Passar tempo de qualidade com seu filho é fundamental para seu crescimento e desenvolvimento de personalidade.

É frustrante passar muito tempo com uma pessoa que não te escuta ou que não responde suas perguntas ou que se limita a um sorriso forçado acompanhado de um “sim” aos seus pedidos de opinião.

Se você estiver cansado, se estiver mal, se tiver pouca vontade de estar com seu filho por qualquer motivo, não se sinta obrigado ou culpado: seu filho entenderá.

E pode ter certeza que ele se importa em ter um fantoche sentado no sofá fingindo brincar: ele quer um relacionamento real e interativo, com uma pessoa que o escute, que responda suas perguntas e esteja pronta para virar em quaisquer que sejam as regras do jogo.

4. Ajude-o a encontrar seu próprio caminho

Chegará o dia em que seu filho lhe dirá que quer deixar o time de futebol ou que não quer mais ir à escola de música ou que descobriu que não gosta mais de cantar, mas adora vôlei. E o que você vai fazer?

Você pode “forçá-lo” a manter a fé no compromisso assumido (apoiando-se em seus sentimentos de culpa no caso de você já ter enfrentado uma despesa considerável) ou pode ajudá-lo a não desistir na primeira dificuldade, a refletir sobre as razões por trás de sua decisão, falar sobre isso com os companheiros para entender suas reações também.

Olhar as coisas de novas perspectivas, além de levar ao enriquecimento emocional pessoal, também ajuda a se adaptar e encontrar a melhor forma de agir diante de diversos tipos de dificuldades. Até a próxima!

Posts Relacionados
Comente nossa postagem!

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais