Sexo do bebê: os principais métodos para saber se é menino ou menina!

Sexo do Bebê
Sexo do Bebê

Esse é um momento de ansiedade da mamãe, do papai e de toda família. A revelação do sexo do bebê está cada vez mais elaborada e criativa. Será menina, ou será menino? 

Em todo caso, existem formas eficazes, cientificamente comprovadas e também crenças e superstições para descobrir. É  isso que vou te mostrar a seguir, os principais métodos de como identificar o sexo do bebê.

Como descobrir o sexo do bebê?

Não tem como segurar a ansiedade que existe nesse momento mágico da maternidade. Mães de primeira viagem, segundo ou terceiro filho, a expectativa de saber é a mesma. Existem várias formas de descobrir o sexo do bebê. Vou te mostrar duas mais utilizadas, que são a Sexagem Fetal e o Ultrassom Obstétrico.

Sexagem Fetal 

Esse método tem sido muito utilizado, identifica o sexo do bebê a partir da 8° semana de gestação, ainda bem no começo, por meio de uma amostra sanguínea da mamãe. Com esse método é possível elaborar uma linda revelação aos pais e toda família.

Mãe de primeira viagem: Veja 10 dicas essenciais sobre maternidade!

Ultrassom Obstétrico

No caso do Ultrassom Obstétrico, que é o mais conhecido e utilizado, além de saber o sexo do bebê, temos também a imagem e anatomia do feto. O que é muito mais encantador, saber se será uma menina ou um menino, e ainda poder acompanhar, mesmo que por alguns minutos, seus movimentos dentro da barriga da mamãe. 

Porém, o ultrassom obstétrico pode ter várias interferências na qualidade da imagem, do equipamento utilizado, da posição do bebê. É mais recomendado que seja feito a partir da 12° semana de gestação. Além de revelar o sexo do bebê, ele mostra também o desenvolvimento do feto, o que é muitíssimo importante. Identificando malformações e até a Síndrome de Down.

Calculadora de gravidez: Entenda como funciona esse cálculo!

Testes populares para saber o sexo do bebê em casa

Sexo do Bebê
Sexo do Bebê

Não são métodos cientificamente comprovados, porém existem crenças populares, que nesse momento podem ajudar a futura mamãe e familiares a saciar um pouco da ansiedade. Formato da barriga, alimentação, enjoos, aspecto da pele, cabelos, linha alba, são algumas das crenças que muitas pessoas acreditam.

Se a barriga estiver mais arredondada acredita-se estar gerando uma menina, enquanto a barriga mais alongada seria um menino.

Já a alimentação, a mamãe com mais vontade de comer salgado, teria um bebê do sexo masculino. E quando a vontade for maior de doces, seria um bebê do sexo feminino.

Em relação aos enjoos, quando se está gerando uma menina, os enjoos pela manhã são mais frequentes segundo as crenças.

Já cabelos e pele, mamães gerando bebê do sexo masculino tem a pele mais saudável. Enquanto mamães gerando bebê do sexo feminino, a pele se torna mais oleosa e com tendência a espinhas. Já ouviu o ditado “a menina rouba a beleza da mamãe”?

Já a linha alba, (aquela linha escura que aparece na barriga das mamães), segundo as crenças, se a linha começa da virilha ate o umbigo, é um bebê do sexo feminino. Mas se a linha sobe até o estômago, é um bebê do sexo masculino.

Lembrando que são apenas crenças populares sem comprovação científica. Apenas exames médicos podem definir com exatidão o sexo do bebê.

Você já conhecia esses métodos e crenças populares? Conte nos comentários.

Posts Relacionados
Comente nossa postagem!

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais