Aleitamento Materno

Aleitamento Materno: é uma pratica natural de nutrir os bebês e criar laços afetivos. É capaz de trazer inúmeros benefícios para o bebê, como também para a mãe e a família.

Aleitamento materno e seus benefícios para o bebê

O leite materno tem todos os nutrientes necessários para o crescimento do bebê, trazendo mais benefícios como:
  • Facilitar a digestão;
  • Hidratar o bebê;
  • Levar anticorpos que protegem o bebê e fortalecem o seu sistema imunológico;
  • Diminuir riscos de alergias;
  • Evitar diarreia e infecções respiratórias;
  • Diminuir o risco de o bebê desenvolver obesidade, diabetes e hipertensão no futuro;
  • Melhorar o desenvolvimento da boca da criança.

Aleitamento materno e seus benefícios para a mãe

Além das vantagens para o bebê, a mãe também se beneficia, prevenindo-se do câncer de mama, ajuda na perda de peso e fortalecer a relação entre mãe e filho.
A amamentação é recomendada até os 2 anos de idade, mesmo que a criança já se alimente bem com as refeições normais da família.

A importância da primeira mamada

A primeira mamada geralmente não é tão fácil, você e seu bebê estão se conhecendo. É a primeira vez para os dois, requer paciência. Tente não se preocupar.

O primeiro leite materno produzido após o parto é chamado de colostro. É um líquido de cor amarela ou transparente, com uma consistência espessa. É produzido em pequena quantidade, e possui todos nutrientes necessários para alimentar adequadamente o recém-nascido.

Leia também:

Dez dicas para lavar roupas de bebê

Desenvolvimento cognitivo da criança: 10 maneiras de estimular

A Pega Correta

É muito importante que o bebê faça a pega correta, para isso é preciso:

Pegada Correta

Até os 6 meses de vida, o leite materno deve ser o alimento exclusivo pra o bebê. Porém, quando não for possível amamentar, é necessário entrar com complemento para a idade do bebê, seguindo sempre a orientação do pediatra.

Como se vestir suas crianças (21)

Minha experiência

Na primeira gestação tudo é novo, nós não sabemos a princípio como agir. Eu tive uma excelente explicação da enfermeira de como proceder, posição, forma de sugar, o que eu iria sentir. Ocorreu tudo perfeitamente. O aleitamento materno foi livre demanda, exclusivo até 6 meses e se estendeu apenas na madrugada até os 10 meses.
Já na segunda, não tive auxilio de nenhuma enfermeira, precisei me virar sozinha. Fiquei muito chateada, pois, tinha acabado de sair de uma cirurgia sem poder se mexer, falar, passei mal com a reação da anestesia (nada ocorreu na primeira), e ainda precisei fazer um esforço enorme para que a Laura tivesse uma pega correta.
No começo ela pegou mais uma mama do que a outra, causando assim dor e ferimento na outra, devido a posição errada. No fim felizmente deu tudo certo. Também foi livre demanda e exclusivo até 6 meses, logo entrei com complemento apenas a noite, juntamente com as mamadas, indo até 10 meses.
Amamentação
Primeira Mamada da Laura

E não se esqueçam, sempre sigam as orientações do pediatra!

Espero que tenham gostado!
Autor

Sou Mayara Figueredo, tenho 33 anos. Mãe em tempo integral, esposa e administradora do lar!  Venha compartilhar seus momentos e experiências na maternidade comigo. Sejam bem vindos!

21 Comentários

  1. Pingback: Tosse alérgica o que fazer? A Cebola é sua aliada!

  2. Pingback: Os primeiros dias de amamentação: o que você precisa saber!

  3. Pingback: Como estimular o desenvolvimento infantil

  4. Além dos benefícios para a nutrição do bebê amamentar é m momento único entre mãe e bebê.Acho esse momento tão lindo e especial.

  5. Muito bom o seu texto. Amamentei minha filha por 6 meses pois tive de voltar a trabalhar. É muito bom poder amamentar, mas de inicio a gente sofre! Até minha filha pegar direito e me acostumar, machucou bastante meus seios. Mas depois vai melhorando. rs Bjo Verônica Alves

Deixe seu comentário

Pin It
Traduzir
error: Content is protected !!