O que é Impetigo? Saiba quais são as causas e como tratar

Hoje venho falar para vocês sobre Impetigo, uma inflamação na pela das crianças.

Há três meses observando o corpo do Luiz Miguel, percebi algumas manchas e alguns machucados, perguntei o que era e disse ser picada de pernilongo. Passei a observar mais de perto e constatei um aumento considerável. Levei a dermatologista e foi constatado impetigo, até então não conhecia e fui procurar saber mais sobre o assunto e por conta de uma picada de inseto estou à três meses tentando o tratamento, porém pelo fato dele coçar, ele transmite a bactéria para outro local do corpo aumentando assim as lesões. Estamos fazendo o tratamento atópico (com pomada) e já tomamos antibiótico.

impetigo
Arquivo Pessoal: Perna do Luiz Miguel

Atualização do tratamento (ano 2020)

Após, iniciarmos o tratamento como descrevi acima, o resultado não foi satisfatório, então, em meio a tantas idas e vindas a dermatologistas e nada de resultados, resolvi leva-lo a uma infectologista, que foi a salvação. Foram feitos vários exames, para constatar quais bactérias ali estavam, e entramos com outras medicações mais fortes, como antibiótico na veia.

Precisei ser forte, pois o estado que ficou a perna é muito doloroso de ver. Como está na foto abaixo. Passei a fazer da seguinte maneira para que ele não coçasse: passava a pomada, cobria com a gases, e enrolava com a faixa. Assim evitada de coçar na madrugada e continuar ferindo. Passei um bom tempo neste tratamento. Mas graças a Deus obtive resultado satisfatório!

Estamos 1 ano em acompanhamento, e este mês tivemos novamente a volta, e já estamos fazendo novos exames para saber o porque, qual causa estas leões. Está sendo um acompanhamento minucioso. O próximo passa também será acompanhamento com a alergista, devido a rinite e sinusite, uma alergia que não larga também. E que também pode ser uma das causas das lesões.

impetigo
Arquivo pessoal: Perna Luiz Miguel 2020

Vou atualizando para vocês, pois recebi muitos feedbacks de pais que os filhos tem e não sabem o que fazer.

Aproveitando trago  7 perguntas sobre impetigo para esclarecermos melhor e tirarmos nossa dúvidas.

1. O que é impetigo?

O impetigo é uma doença cutânea secundária, infecção por várias bactérias, dentre as quais as mais freqüentes são duas: estafilococos e estreptococos.

2. Qual é geralmente a origem de um impetigo?

Origina-se de uma lesão anterior, como picada de inseto, ferida, etc. As bactérias que todos nós temos na pele podem aproveitar essa circunstância para aprofundar os tecidos e proceder à sua inflamação.

3. Como o impetigo se espalha?

Com efeito, o impetigo é contagioso. Quando uma criança sofre uma lesão causada por essa infecção e a manipula, ela pode transmiti-la para outras regiões de seu corpo por meio de suas próprias mãos.

E, claro, você também pode espalhar tocando outras crianças. É por isso que é tão importante conscientizar a criança para que ela possa lavar as mãos adequadamente .

Bronquiolite

4. Como sei se meu filho tem impetigo?

Inicialmente, a pele com impetigo mostra-se avermelhada e levemente inflamada, com aspecto de pápula, algo como uma espinha . Subsequentemente, as referidas pápulas tendem a ulcerar no seu centro; As úlceras acabam se enchendo de pus e acabam cobertas por crostas cor de mel.

Embora possam aparecer em qualquer área do corpo, o mais frequente é que as lesões estejam localizadas na face, braços e pernas.

5. Existem diferentes tipos de impetigo?

Do ponto de vista teórico, dois tipos de impetigo são reconhecidos: um não bolhoso, que é o mais freqüente, e outro bolhoso (é menos freqüente).

A diferença entre um e outro reside, como seu nome expressa, em que não aparece bolhas enquanto no outro sim. A variante bolhosa pode se assemelhar a uma queimadura.

6. Qual é o tratamento mais comum para esta infecção da pele?

Os médicos recomendam um tratamento estritamente tópico (aplicado diretamente na pele)  para lesões únicas.

Se o paciente manifesta desconforto geral, se tem alguma doença das defesas ou se tem múltiplas lesões, deve ser usado o tratamento antibiótico por via oral durante uma semana.

Síndrome Mão-Pé-Boca: Entenda o que é e como prevenir

7. O que acontece se o impetigo não for tratado?

O impetigo não tratado pode originar complicações locais, como por exemplo, a infecção pode progredir para o tecido celular subcutâneo. Mas também pode levar a complicações à distância, como inflamação do glomérulo renal ou disseminação da infecção pelo sangue (bacteremia).

Encontre mais dicas aqui!

E você, já conhecia ou conhece alguém que já teve? Deixe seu comentário!

Este post foi atualizado em 04/2021!

Posts Relacionados

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais