Cuidados com a pele no inverno

cuidados com a pele no inverno
A estação mais fria do ano chegou e durante o inverno nossa pele necessita de cuidados redobrados. A dermatologista Dra. Alessandra Toledo compartilha algumas dicas e sugestões para se manter hidratada e saudável na temporada, confira:

Hidratação Intensiva

É importante ressaltar que a hidratação é um processo que começa de dentro para fora. Ou seja, muito além da pele em si, o organismo como um todo necessita se hidratar. Portanto, ingerir bastante líquido, mesmo no inverno, é crucial. Quem tem dificuldade em tomar de 2 a 3 litros de água por dia, pode investir também em chás e sucos naturais. Quanto à pele, o ideal é passar o hidratante adequado ao seu tipo, preferencialmente, logo após o banho, com a pele ainda úmida, para melhor absorção e repetir o uso ao longo do dia. Atente-se às áreas com mais chances de ressecamento, como joelhos, cotovelos e afins… Para o rosto, a água termal é uma boa pedida.

Banho

Opte por banhos menos demorados e pela água não tão quente – um desafio, especialmente nos dias frios, sabe-se bem… Também evite o uso de bucha e esponja, que retiram a proteção natural de gordura presente na pele, deixando-a mais ressecada e suscetível às infecções. Dê preferência aos sabonetes de glicerina ou neutro, tanto para o corpo quanto para o rosto, uma vez que os perfumados tendem a ressecar ainda mais a pele. E os óleos de banho são bem-vindos para hidratar e intensificar os cuidados com a pele durante o inverno. Ao sair do banho, use uma toalha macia, secando suavemente a pele, sem esfregar.

Filtro Solar

Por mais que se tende a não sentir a intensidade do sol com tanta potência, ele ainda existe e se expor aos raios solares sem proteção é igualmente nocivo. Sendo assim, usar protetor com FTP indicado ao seu tipo e pele é essencial. Os lábios também tendem a ressecar mais na temporada. Sendo assim, protetores labiais são bem-vindos e, caso a pele labial rache ou escame, é indicado mantê-la hidratada com manteiga de cacau, cera de abelha, vaselina ou Bepantol.

Cabelos

Bem como a pele, as madeixas requerem cuidados redobrados no inverno, uma vez que tendem a ressecar e frisar com mais facilidade. Dentre as sugestões está lavar os cabelos em dias intercalados, com água morna, não quente. Evite dormir com os fios molhados e não se esqueça de usar protetor térmico antes de usar o secador. Umectação ou hidratação podem ser feitas semanalmente, para manter a saúde e vitalidade dos fios. E, ao sair, use touca, chapéu ou lenço para proteger os cabelos.

Tratamentos

Para quem quer reforçar os cuidados com a pele no inverno, o peeling é um tratamento indicado e bastante executado na estação. O procedimento, que remove uma camada da pele obrigando a mesma a se reestruturar e renovar – além de haver estimulação da produção de colágeno, substância que dá firmeza à pele, é indicado para tratamentos de rejuvenescimento, manchas na pele (como o melasma), cicatrizes de acne, flacidez, entre outros problemas de pele.
Com menor exposição ao sol e pele menos bronzeada no inverno, o peeling é um tratamento bastante indicado e realizado nessa temporada. Ele é excelente opção de tratamento para manchas, linhas finas, rugas profundas e até cicatrizes.
Existem diversos tipos e intensidades de procedimento que, em suma, é realizado com a intenção de promover a descamação e a posterior renovação celular.
Tipos de procedimentos
Químicos
Existem dois tipos principais, que se diferem pelo mecanimos de ação de cada um. Os mais populares são os químicos, feitos com a aplicação de ácidos isolados ou combinados, como por exemplo, retinóico, glicólico, mandélico e salicílico. Essas variações permitem o tratamento de manchas, melasma, rugas finas e poros dilatados, por exemplo, e consistem na descamação da camada mais superficial da pele. Portanto, se a pedida é pela eliminação de rugas mais profundas, cicatrizes de acne ou flacidez, o ideal são os peelings médios, que promovem uma descamação mais intensa e profunda.
Físicos
Existem também os físicos, quando o processo de retirada de células mortas mecanicamente, sem depender de reações químicas. Como o peeling de cristal, que promove uma microdermoabrasão na pele valendo-se de cristais finíssimos de hidróxido de alumínio e, assim, reduz poros, remove as células mortas e estimula a produção de colágeno.

Leia também: Cuidados especiais com a pele na gestação

Abraço, Mayara Figueredo!

Posts Relacionados

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais