fbpx
compra de material escolar

O início do ano é sempre igual: IPVA, IPTU e material escolar. Embora não dê para economizar nos dois primeiros, é possível pagar mais barato no material escolar. Pensando nisso, reuni 10 dicas para que você possa economizar na compra de material escolar! Quer saber todas essas dicas? Então leia o post até o final!

1. Pesquise os itens da lista de material escolar

Para encontrar as melhores oportunidades, é preciso pesquisar bastante. Afinal, você só terá uma boa comparação se souber os valores praticados por diferentes comércios. A boa notícia é que a internet pode ser uma grande aliada nessa questão. Basta pesquisar cada um dos itens que você precisa comprar e comparar o preço entre os estabelecimentos.

Caso você não queira comprar pela internet, vale a pena ir de loja em loja nos centros comerciais para encontrar as melhores oportunidades!

2. Faça compra de material escolar em atacado

Hoje em dia há uma infinidade de lojas que vendem material escolar em atacado. Comprando em muita quantidade você consegue obter um valor menor. Claro que nessa questão você precisará de outras pessoas para “dividir a conta”. Você pode combinar com outros pais para comprar alguns produtos no atacado, assim vocês dividem a conta e todos saem ganhando.

Em alguns casos, você também pode arcar com os custos integralmente. Por exemplo, se todos os anos você compra 5 pacotes de folhas sulfites, vale a pena comprar uma caixa com 10 pacotes. Por ser um material fácil de armazenar, você pode guardar metade para o ano que vem. Comprar a mais só é indicado quando o custo se torna menor.

Adaptação Escolar: 10 passos para adaptar o bebê à creche

3. Reutilize antes de comprar

Sobrou material escolar do ano passado? Nada de jogar fora, reutilize! Muitos materiais podem ser reutilizados, como lápis de cor, canetas, lápis grafite, borrachas, apontador, mochila, estojo, uniforme escolar, entre tantos outros itens. Se o item ainda está em bom estado, vale a pena mantê-lo. Essa prática faz bem para seu bolso e para o planeta.

4. Fuja dos personagens infantis ou juvenis

É fato: as crianças adoram personagens infantis ou juvenis. Ter a bolsa, estojo, caderno e tantos outros itens com estampa de personagens é o desejo de muitas crianças, mas você não deve ceder a todos esses desejos.

Você não precisa ser “a bruxa da história”, mas é importante considerar que os produtos com personagens são muito mais caros e na maioria das vezes não são de grande qualidade. Investir em produtos com grande durabilidade e menor gasto é a melhor opção para quem quer economizar na compra de material escolar.

Para estabelecer uma posição amigável negocie com a criança. Por exemplo, compre um produto com estampa de personagem, como a mochila. O restante procure por produtos que apresentam um bom custo-benefício.

5. Negocie durante a compra de material escolar

Pechinchar é uma das melhores dicas para quem deseja economizar. Nem todo mundo gosta de pedir desconto, mas essa prática é completamente aceitável e recomendada por especialistas. Afinal, quem não chora não mama! Independente do benefício que você possa ter, tente negociar. Seja na forma de pagamento, em desconto ou em brindes compensadores.

Mostre para o comerciante que há outras opções de compra e que você valoriza seu dinheiro. Isso te ajudará a conseguir boas oportunidades para economizar.

Material Dourado, desenvolvendo o raciocínio de uma forma agradável

Melhores Pais: 8 chaves para educar as crianças

6. Faça a compra de material escolar antecipadamente

Muitas pessoas deixam para comprar o material escolar em cima da hora! As últimas semanas de férias costumam ter os piores preços em produtos deste tipo, por isso, são vistas como o pior momento para comprar material escolar.

O mais indicado é que os pais comprem antecipadamente, se possível um mês antes. Quanto antes puderem antecipar, melhores serão os preços. Sabendo que todos os anos há o famoso período de volta às aulas, vale a pena se programar para comprar esses materiais antes dos preços subirem.

compra de material escolar

7. Envolva as crianças na compra do material

Envolver as crianças em atividades como essa nem sempre é fácil. Afinal, as crianças quase sempre querem os produtos mais caros, aqueles com personagens estampados ou os que mais chamam a atenção. Em contrapartida, os pais precisam economizar e os produtos mais baratos nem sempre são os mais atrativos.

Então como conciliar essa atividade sem causar transtornos? Simples, conversando com as crianças. Comprar o caderno que a criança não quer e nem mesmo explicar o motivo é um completo erro! A criança precisa saber que é importante economizar e que essa economia poderá proporcionar mais benefícios para ela mesma no futuro.

Brinquedos por idade para as criança

Volta as aulas: dicas para ajudar seu filho

8. Avalie os itens da lista

Há inúmeros casos de listas de material escolar com exigências abusivas. Se você acredita que determinado produto é abusivo, leve essa indagação nas reuniões escolares. Assim você poderá chegar a um consenso com a escola e os outros pais indignados com tais exigências.

Além disso, se você julgar que determinado material pode ser substituído, também é importante conversar com a escola. Confira a lista cuidadosamente e considere se os produtos listados são realmente usados ao longo do período escolar, se tais produtos podem ser substituídos por opções mais baratas, entre outras avaliações.

9. Faça uma lista com todos os produtos necessários

Depois de avaliar a lista dada pela escola, você poderá escrever sua própria lista com todos os produtos que julga serem necessários. Faça essa lista para que você não se esqueça de nenhum produto. Além disso, ter uma lista te ajuda a manter o foco no que realmente é importante, sem gastar com itens desnecessários.

10. Participe ativamente das reuniões escolares

Para saber se os materiais exigidos estão sendo usados, é preciso participar ativamente das reuniões escolares. Essa participação fortalece sua preocupação com o aprendizado das crianças e ainda pode resultar em diferentes oportunidades para os pais economizarem. Por exemplo, nas reuniões escolares as escolas instruem os pais sobre os melhores fornecedores do uniforme.

Também é possível comprar uniformes usados de outros alunos e até mesmo vender mais barato para os uniformes que já não servem no seu filho. Essa prática costuma resultar em grande economia para os pais.

compra de material escolar

E ai, gostou das dicas? E se tiver mais alguma que não esteja por aqui, me conte nos comentários! Espero por você!

Autor

Sou Mayara Figueredo, tenho 34 anos. Mãe em tempo integral, esposa e administradora do lar!  Venha compartilhar seus momentos e experiências na maternidade comigo. Sejam bem vindos!

1 Comentários

  1. Leandro Figueredo Resposta

    Ótimo post e muito pertinente para esse início do ano.
    Acho interessante iniciar a compra no inicio de novembro onde, acredito que demanda é baixa.
    Tem alguma informação sobre isso?
    Gratidão

Deixe seu comentário

vinte − dezoito =

Pin It
Traduzir
error: Content is protected !!